fbpx Skip to main content

Artrose: O que é, Sintomas, Tratamento, Como aliviar e Muito Mais

Artrose e Artrite Reumatoide: saiba o que é, como evitá-la e diminuir seus efeitos!

Seu aniversário de 20 anos chegou. Energias a mil, corpo sedento por novas experiências e você a espera de um futuro incerto. Atividades esportivas e outros hábitos sobrecarregam as articulações e desafiam o corpo. O cansaço físico bate, mas uma noite de sono te deixa novinho em folha.

O tempo passa… você agora tem 40. A energia está mais branda e seu corpo começa a sentir os efeitos do tempo. Uma dorzinha aqui, um inchaço acolá, mas nada que um remédio para dor muscular não resolva.

Os 60 batem na porta e aquela dorzinha passa a ser mais constante, chata e irritante. Você então descobre que está com Artrose. Mas, afinal, o que é isso? Poderia ter sido evitado? Essa dor dura pra sempre? Fica com a gente que vamos te contar tudo aqui!

artrose tem cura
Uma dorzinha aqui, um inchaço acolá, mas nada que um remédio para dor muscular não resolva. Será?

O que é Artrose?

Imagine um tênis que acabou de comprar. Com o tempo de uso, a sola começa a se desgastar, diminuindo de tamanho, e o seu pé, antes protegido do impacto, consequentemente começa a ter atrito direto com o chão. Assim como a borracha que protege seu pé e te dá conforto na hora do impacto, é a cartilagem. Ela é um tecido que cobre todas as extremidades dos ossos e auxilia no movimento das articulações, impedindo o impacto, evitando vibrações ou choques entre os ossos quando nos movemos – seja para levantar da cama, caminhar, correr, dançar ou até mesmo ficar em pé.

E da mesma forma é a sola do seu tênis, pois quando a cartilagem está desgastada ou desaparece por completo, começa o atrito direto entre os ossos. É o que chamamos de Artrose. Um desgaste normal das articulações e cartilagens, que causa dores, rigidez e inchaços.

Segundo o site ortopediabr, existem mais de 100 tipos diferentes de artrite, com diferentes causas e métodos de tratamento. Os mais comuns são a osteoartrite (OA), popularmente conhecida como artrose, e a artrite reumatoide (AR).

 

Quais são as causas da Artrose?

Basicamente os principais fatores de risco que podem aumentar as chances de se desenvolver a Artrose são:

  • Excesso de peso
  • Elevado impacto articular
  • Sexo Feminino
  • Hereditariedade
  • Acidentes e lesões

Principais Sintomas da Artrose

  • Dores nas articulações, mãos, joelhos, pescoço, quadril, parte inferior das costas
  • Sensibilidade, inchaço, rigidez nas articulações
  • Inchaço e rigidez entre os dedos
  • Aumento da dor durante o frio
artrose
Pense no seu futuro!

Artrose tem cura?

Infelizmente não mas, existem tratamentos e outros meios que podem amenizar os sintomas e reduzir as dores que ela causa. Explicamos mais abaixo sobre isso, continue a leitura.

 

Qual é o tratamento para artrose?

  • Medicamentos: indicados pelo médico, alguns medicamentos podem aliviar as dores musculares momentaneamente, ou além disso, trazer outros benefícios que possam aliviar as tensões ocasionadas pela doença.
  • Fisioterapia: esta área possui várias modalidades que podem auxiliar no tratamento da Artrose. Cinesioterapia, Eletroterapia e Terapia Manual são algumas delas. Consulte um Fisioterapeuta para saber mais e receber a indicação.
  • Cirurgia: em casos mais graves da Artrose, ela é indicada, pois ajuda a reduzir a dor e a manter o movimento articular.

Como você diminuir as dores da Artrose?

  • Gelo: coloque bolsa de gelo nos locais afetados, consequentemente isso ajuda a aliviar a dor e a reduzir a inflamação.
  • Suplementação: suplementos a base de colágeno podem ajudar na regeneração celular das articulações e cartilagens, aliviando a dor ou ajudando a prevenir o desenvolvimento da doença. Se quiser saber sobre o colágeno e seus benefícios confira esse post.
  • Pratique exercícios físicos, mesmo que pareçam difíceis. 20 a 30 minutos, 5 dias por semana melhora sua condição cardiovascular, e como resultado reduz as dores e proporciona mais qualidade de vida.

 

artrose
Saiba como amenizar o efeitos, caso já tenha Artrose!

Tipos de modalidades que podem diminuir a dor ocasionadas pela Artrose

  • Hidroterapia
  • Exercício de Alongamento
  • Fisioterapia
  • Acupuntura
  • Caminhadas

Você sabia?

  • Artrose e artrite reumatoide podem se desenvolver em crianças, adolescentes e adultos mais jovens.
  • A artrose e a artrite reumatoide são mais comuns em mulheres do que em homens.
  • Essas doenças afetam mais aqueles que estão acima do peso.
  • Essa doença pode vir associada ao histórico familiar
  • O site Saude.Abril, ensina técnicas de exercícios e tratamentos para Artrose nos dedos, confira clicando aqui.

 

Quer saber mais sobre a Artrose? Acima de tudo, não deixe de conversar com seu médico, uma vez que e é a pessoa mais indicada para avaliar a saúde dos seus ossos, articulações e cartilagens e ajudá-la a se prevenir.

Sente dor nas articulações e quer saber mais sobre isso? Dê uma olhada aqui.

 

Osteoporose – 6 fatos que você precisa saber

Osteoporose – 6 fatos que você precisa saber

Não basta viver muito. É preciso viver com qualidade. A expectativa de vida no Brasil e no mundo, como se sabe, cresce anualmente. Com o envelhecimento progressivo da população no Brasil, surgem novas demandas e mais preocupações.

Um dos males que mais acomete os idosos mundo afora é a osteoporose, doença caracterizada pela perda da massa óssea e, consequentemente, pela fragilização dos ossos, aumentando o risco de fraturas e prejudicando a locomoção.

De acordo com a Fundação Internacional de Osteoporose, a enfermidade acomete cerca de 10 milhões de pessoas no Brasil, número que cresce com o envelhecimento da população. No entanto, a maioria dos afetados ignora que possui a doença. Selecionamos 6 fatos – alguns mais conhecidos, outros nem tanto – sobre a osteoporose que você precisa conhecer.

A osteoporose afeta ambos os sexos.
A osteoporose afeta ambos os sexos.

 

A osteoporose afeta ambos os sexos.

Cerca de 25% das mulheres com mais de 50 anos ou que já passaram pela menopausa são acometidas pela osteoporose, ao passo que cerca de 10% dos homens na faixa etária de 65 anos sofrem com a doença. Outros perfis de pessoas, como as mais jovens, também estão vulneráveis.

Queda de hormônios, ossos mais frágeis.

A cada ciclo de 7 a 10 anos, o corpo faz uma renovação de toda a estrutura óssea. A osteoporose acaba prejudicando essa nova formação por efeito das células que fazem a reabsorção óssea e daquelas que são responsáveis pela formação óssea. A falta de estrogênio (no caso das mulheres) e a falta de testosterona nos homens são fatores que aumentam essa reabsorção e, consequentemente, tornam os ossos mais frágeis.

Infância saudável, riscos reduzidos.
Infância saudável, riscos reduzidos.

Infância saudável, riscos reduzidos.

Uma pessoa que manteve uma alimentação rica em cálcio, vitamina D e ômega 3 durante a infância e a adolescência terá menos riscos de desenvolver osteoporose na fase adulta. Lembrando que a vitamina D é responsável pela absorção de cálcio pelo organismo.

Se expor ao sol nos horários corretos evita a osteoporose e até outras doenças
Se expor ao sol nos horários corretos evita a osteoporose e até outras doenças.

Sol do bem.

Além da alimentação, a exposição moderada ao sol (antes de 9h e após às 15h) é benéfica e ajuda a evitar a osteoporose e outras doenças. Cerca de 90% da vitamina D presente no nosso organismo é obtida a partir da exposição ao sol; apenas 10% vem da alimentação.

Vida ativa.

A fisioterapia oferece um trabalho de fortalecimento do músculo, ajudando a prevenir possíveis deformidades e fraturas ósseas, além de melhorar a coordenação e o equilíbrio do paciente, evitando quedas. Consulte o seu médico para saber qual atividade física (pilates, aeróbica ou outra) é a mais recomendada para você.

A suplementação é extremamente importante para prevenir os efeitos da osteoporose
A suplementação é extremamente importante para prevenir os efeitos da osteoporose

A importância da suplementação.

Dependendo da quantidade de vitamina D presente no organismo e da urgência em repô-la, pode ser necessário recorrer à suplementação. O colágeno em associação com a vitamina D e outros nutrientes beneficia não somente os ossos, mas os músculos, tendões e articulações, contribuindo para a manutenção de uma vida saudável na terceira idade, minimizando desconfortos e evitando a osteoporose. Consulte o seu médico e faça exames regularmente.

 

Agradecemos os seguintes profissionais por contribuírem com a elaboração deste blog post: Thatiane Costa Silva (endocrinologista), Carolina Pedroza (nutricionista) e Felipe Morais (fisioterapeuta).