Skip to main content

Luisa Dequech: Transição profissional, existe hora certa?

O Retorno de Saturno, divisor de águas alardeado pela astrologia, ficou para trás. O acúmulo de experiências e autoconhecimento aos 33 anos é também um momento propício para deixar o que não faz mais sentido e abraçar novos projetos.

Publicitária com especializações em marketing e em gestão empresarial, Luisa Dequech trabalhava nas áreas de marketing, criação e comercial. Insatisfeita e desmotivada com o trabalho rotineiro e administrativo, pediu demissão. Decidiu ir atrás do que realmente a interessa e faz seus olhos brilharem.

Desde pequena, Luisa adora desenhar. O hobby, que ficou esquecido em meio às demandas da vida adulta e profissional, foi resgatado no final de 2016, após um breve curso de desenho na Escola Guignard. Com o material que sobrou, continuou desenhando.

Em 2017, foi a vez de uma outra transição. Luisa Dequech decidiu transpor a aquarela que fazia no papel para outro suporte: a tela, que nunca havia utilizado. Para isso, fez um curso livre com foco em tela e em acrílico de 72 horas na Maison.

Um ano após a transição profissional, a artista plástica possui o seu próprio Atelier e comercializa suas pinturas, buscando unir o útil ao agradável, a espontaneidade com os trabalhos por encomenda e batalhando para fazer o que realmente ama: artes plásticas. “Espero viver disso, afinal, é o que me faz feliz”, diz Luisa Dequech.

Agenda cheia

“Além da pintura, leio muito e tento visitar exposições em Belo Horizonte, onde moro, e em outras cidades. Tornei a pintura meu foco e minha profissão. Tenho me dedicado bastante e espero poder viver disso, já que é o que me faz feliz. Também pratico musculação, spinning, tênis e corrida. Me alimento bem e bebo apenas socialmente. Às vezes, me permito comer balas e chocolates. Só às vezes”  

Ídolos

“Andre Lothe, Portinari, Modigliani, Cezanne, Matisse, George Grimm, Paul Gauguin, Antonio Parreiras, Van Gogh, Vik Muniz, Inimá de Paula, Lasar Segall, Di Cavalcanti, Ticiano e Dali estão entre os artistas plásticos que mais admiro. Sempre busco saber mais sobre eles”.

transicao-profissional-luisa-dequech
Traços desprendidos da artista Luisa Dequech, compõem seu estilo.

 

Liberdade pra criar

“Faço meu trabalho de forma livre e espontânea, de acordo com o que sai da cabeça naquele exato momento. Às vezes estou no processo de alguma tela e surge uma ideia durante o banho ou almoço, quando visualizo alguma coisa que vai combinar. Acredito que meu estilo se parece com alguns artistas pelo colorido, mas não faço pesquisas em cima de pinturas de terceiros. Gosto mesmo é de trabalhar a criatividade. Como nunca fiz um curso que ensina técnica, meu estilo e minha arte são bem direcionados para cores, liberdade e formas, sem muita preocupação com perfeição em nível de perspectiva, profundidade e proporção”.

Concretização de um sonho

“Acho que vale sempre a pena investir em sonhos, principalmente os ligados ao seu dia a dia e que vão proporcionar mais qualidade de vida. Faz um ano que comecei a desenhar e há oito meses faço pintura em telas. Já produzi bastante material e entreguei uma quantidade relativamente alta para esse período. Vou continuar lutando por isso e vejo que tenho colhido o que tenho plantado com a minha dedicação. Posso dizer que estou crescendo e sempre aprendendo. Não quero parar”.

Planos

“O conhecimento adquirido nas especializações que fiz em marketing e em gestão de negócios me ajuda a impulsionar e a organizar o negócio e a aprimorá-lo cada vez mais! De agora em diante, pretendo buscar mais exposições, parcerias e uma nova sala para trabalhar. E isso é só o começo”.