Skip to main content

Sente Dores? Pilates pode ser a solução.

O Pilates pode ser a solução para quem sente dores ou tem problemas com alto impacto

No início do século XX, um certo treinador alemão desenvolveu um método de condicionamento físico com uma série de exercícios que, anos depois, iria revolucionar o universo fitness.

O nome dele era Joseph Pilates. Criador do método que engloba centenas de exercícios com aparelhos específicos, Pilates, ao lado de sua companheira Clara, fundou o seu primeiro estúdio em Nova York, no final dos anos 1920. Décadas depois, o método pilates segue se espalhando pelo mundo e beneficiando cada vez mais pessoas.

Joseph Pilates em ação

 

Afinal, o que é Pilates?

“O pilates é uma metodologia de exercícios físicos que podem ser utilizados para fins terapêuticos ou para condicionamento físico. Força, flexibilidade, mobilidade, consciência corporal, estabilidade e equilíbrio são alguns dos benefícios do pilates”, explica Otavio Pantuzzo, fisioterapeuta da Estação Pilates. “Além disso, o método tem como principal objetivo a qualidade do movimento, prezando sempre pela melhor distribuição de forças”.

O Pilates evoluiu com o passar do tempo?

Sim, com certeza! Com o passar do tempo e com a evolução da ciência e da tecnologia, outros acessórios foram surgindo e enriquecendo o método. Alguns equipamentos como o corealign e acessórios como a bola Suíça, over ball, rolo de espuma e elásticos expandiram o repertório, tornando o Pilates mais lúdico e eficiente. “É importante ressaltar que o uso desses outros recursos, equipamentos ou acessórios não devem modificar os princípios do método”, alerta Pantuzzo.

Conheça aqui 7 fatos sobre essa modalidade que podem mudar sua opinião e descubra se o Pilates pode ser a solução para suas dores!

É indicado para todas as idades?

Sim, o pilates é indicado para pessoas de diversas faixas etárias, da adolescência à maturidade. Naturalmente, é importante focar nas particularidades especificas de cada faixa etária para o trabalho ser mais eficiente. Depois dos 60, aumenta-se o risco de desenvolver osteoporose, ao passo que os hormônios da adolescência deixam alguns jovens instáveis emocionalmente. O pilates é capaz de ajudar nesses e em outros casos e, dependendo, o atendimento deve ser individual.

O pilates é uma atividade indicada para pessoas que apresentam os seguintes problemas:

  • Artrose
  • Cabeça protusa
  • Desequilíbrios musculares
  • Desidratação discal
  • Dor cervical
  • Dor ciática
  • Dor lombar
  • Dores de cabeça
  • Escoliose
  • Espondilólise e espondilolistese
  • Fadiga
  • Fibromialgia
  • Flacidez muscular
  • Hérnia de disco e protusões discais
  • Hipercifose
  • Hiperlordose
  • Incontinência urinária
  • Instabilidades vertebrais
  • Lesões por esforço repetitivo
  • Limitações nos movimentos
  • Ombros protusos
  • Osteoporose
  • Problemas articulares que necessitam de reforço muscular para estabilização da articulação
  • Rigidez articular
  • Tensão muscular.

O pilates é excelente para quem procura atividade de baixo impacto!

Com o pilates, é possível trabalhar capacidades físicas distintas, como a força e a estabilidade e, ao mesmo tempo, a flexibilidade e a mobilidade. Além disso, grande parte dos movimentos executados não possuem impacto com o solo, sendo o pilates uma atividade de baixo impacto.

O eixo de todo o movimento, eis o grande benefício!

O grande benefício do pilates é o aumento da estabilização central, ou a melhora na força do centro do corpo, que é a região lombo-pélvica. Todos os exercícios exigem a ativação da musculatura abdominal profunda e de alguns músculos mais superficiais do tronco. Dessa maneira, é possível gerar mais força nos membros superiores e inferiores e realizar movimentos de maneira mais eficiente e segura. Ou seja: além dos benefícios para a saúde, a prática regular de pilotes também é capaz de esculpir o nosso corpo, deixando-o firme e durinho, além de possibilitar a conquista daquele abdômen definido.

Os exercícios são repetitivos como na academia?

Não! No pilates, a monotonia é zero! Os equipamentos e os princípios do pilates proporcionam aos praticantes uma grande variabilidade de movimento, ampliando muito os recursos que haviam anteriormente. Originalmente, o criador do método listou uma série de movimentos. Com o tempo, muitas variações desses movimentos originais surgiram, deixando o método com um repertório bastante vasto.

Além de todos os fatos que você acabou de conhecer, o mais incrível do pilates é o equilíbrio entre corpo e mente, uma vez que proporciona a melhora da concentração mental, do autocontrole, da coordenação motora e da respiração.

 

E aí? Anima fazer uma aula experimental na sua região? Faça e comente aqui os resultados dessa modalidade fantástica!

ATENTE-SE: Pantuzzo alerta que o Pilates deve ser praticado sob a supervisão de um profissional especializado e com aparelhos específicos.

 

Agradecemos Otávio Pantuzzo, fisioterapeuta da Estação Pilates, por contribuir com os seus conhecimentos neste blog post.