fbpx Skip to main content
Beleza e Bem-Estar, Treinos

Lactose e glúten: cortá-los ou não? Eis a questão

Afinal, o glúten e a lactose são necessários à nossa saúde ou não? Eles são os vilões da boa forma física?

Antes de se autodiagnosticar como celíaco ou intolerante à lactose, segue o aviso: você precisa consultar um médico e passar por avaliações e exames. São as maneiras legítimas de descobrir se você realmente precisa cortar esses itens do seu cardápio – ou não.

Existem pessoas com predisposição genética que são intolerantes ao glúten e, portanto, são celíacas. Por isso, sofrem com um processo inflamatório no intestino delgado que, ao longo do tempo, reduz sua capacidade de absorver os nutrientes, o que prejudica a qualidade de vida.

Por sua vez, a hipersensibilidade ao glúten, ou sensibilidade não-celíaca, é menos agressiva do que a doença celíaca e não costuma ser detectada por exames de sangue ou endoscopia. O grau da hipersensibilidade pode variar de pessoa para pessoa.

Mesmo sem necessidade, algumas pessoas insistem em cortar o glúten. Por quê?

Presente em vários alimentos industrializados e derivados do trigo, essa proteína é associada ao emagrecimento e ao desinchaço pelos seguintes motivos: a presença do glúten na alimentação torna o metabolismo mais devagar, uma vez que sua digestão pelo organismo é mais complexa, além de provocar inchaços abdominais. Por isso, ao cortar o glúten, algumas pessoas perdem peso e medidas.

Presente no leite, derivados e alimentos como pão de queijo e bolo, a lactose, ou “açúcar do leite”, também é pintada como vilã da boa forma. Por quê? A presença da lactase, enzima que desconstrói a lactose, diminui no organismo com o tempo. Os resultados são o inchaço, a retenção de líquido e a distensão abdominal.

Substituir o leite tradicional pelo sem lactose, além de outros ajustes na dieta que reduzem ou eliminam a lactose não é garantia de emagrecimento. O que pode acontecer é o desinchaço e alguma melhora no aspecto da celulite.

Lembre-se: leite é fonte de cálcio, mineral responsável pela saúde dos ossos. Embora existam vegetais com cálcio, sua abundância é maior no leite e em derivados como o iogurte. Portanto, consulte um médico ou nutricionista antes de fazer ajustes no cardápio ou radicalizar. Sua saúde agradece.

Alana Moura

Te contarei tudo sobre: Alimentação

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.