fbpx Skip to main content

5 Massagens Ideais para Quem Treina

Quem treina ou pratica atividades físicas de alta intensidade sabe o que é conviver com incômodos pelo corpo – e o quanto uma massagem pode cair bem!

 

Se você treina há mais tempo, provavelmente conhece todos os cuidados que precisa ter antes, durante e depois do treino. Afinal, as 48 horas que sucedem o treino são fundamentais para a recuperação muscular. E tudo o que você faz nesse período que normalmente separa um treino do outro é determinante para obter os resultados que tanto almeja.

Ações como beber água antes, durante e depois do treino, alongar-se antes e depois e investir em um produto funcional pós-treino de qualidade são essenciais para manter a hidratação, ter segurança e conforto e ativar a recuperação muscular, respectivamente.

Além desses hábitos tão conhecidos, existe outra coisa que você também pode fazer: uma boa massagem. Afinal, quem treina ou pratica atividades físicas de alta intensidade sabe o que é conviver com incômodos pelo corpo – e o quanto uma massagem pode cair bem! Por essas e outras fizemos uma lista com 5 tipos de massagens que, entre outros benefícios, vão dar aquele alívio. Confira!

massagem pós treino

Massagem desportiva.

Qual o objetivo desta massagem?

Essa modalidade visa a recuperação muscular e a ativação da circulação sanguínea nos músculos. Quando é realizada antes do treino, a massagem desportiva auxilia na prevenção de lesões musculares. No pós-treino, minimiza as tensões.

Como é realizada?

Essa modalidade é feita pelo massagista com intensidade e movimentos rápidos,

Massagem relaxante.

Qual o objetivo desta massagem?

Como o próprio nome diz, essa massagem é capaz de aliviar o estresse e reduzir a tensão muscular e, assim, equilibrar corpo e mente e promover a sensação de conforto e bem-estar.

Como é realizada?

Mais suave, essa massagem é realizada por meio de movimentos leves no corpo com a utilização de cremes ou óleos aromáticos.

Massagem terapêutica.

Qual o objetivo desta massagem?

Dores musculares e dores nas articulações são males que fazem parte da vida de muitos atletas profissionais e amadores. A massagem terapêutica é um grande auxílio no tratamento contra esses incômodos.

Como é realizada?

O massagista pressiona os pontos específicos com os dedos e, assim, desfaz os nódulos de tensão.

Reflexologia.

Qual o objetivo desta massagem?

Os objetivos dessa técnica são aliviar tensões, ativar a circulação e proporcionar mais vitalidade ao corpo.

Como é realizada?

Essa técnica acontece por meio da pressão de pontos estratégicos dos pés, mãos, orelhas e crânio.

Shiatsu.

Qual o objetivo desta massagem?

Esta técnica possui como objetivo de reequilibrar as energias, liberar pontos de tensão muscular, otimizar a função dos órgãos internos e, assim, proporcionar bem-estar.

Como é realizada?

Em japonês, shiatsu significa “pressão com os dedos”. E é justamente isso que os profissionais especializados nessa técnica fazem: pressionam com os dedos vários pontos vitais do corpo.

 

Aliviar dores é uma das necessidades mais ávidas do ser humano, então mesmo que seu interesse não seja buscar massagens no seu pós treino, dedique um momento a você e descubra como aliviar suas dores no corpo lendo este post aqui.

 

2 receitas para turbinar seu pré e pós-treino!

Você resolveu tudo o que diz respeito ao treino, escolheu academia, fez avaliação e está pronta, certo? Talvez você não esteja se lembrando de um item muito importante: a alimentação.

Está tudo planejado. Sua matrícula na academia está garantida, seus horários e dias acertados e sua avaliação física feita, assim como sua ficha de treinamento foi realizada por um profissional de educação física em vista dos seus objetivos.

Ou seja, você resolveu tudo o que diz respeito ao treino, certo? Talvez você não esteja se lembrando de um item muito importante: a alimentação. Para que o seu treino seja realmente eficiente e proporcione todos os resultados almejados, você precisa investir na alimentação, sim! Ah, e a ingestão de água ao longo do dia também é fundamental.

Consultar um médico ou profissional da nutrição pode ser necessário. Esse profissional é o mais qualificado para traçar um plano alimentar de acordo com os seus objetivos, necessidades e caraterísticas pessoais.

A nutricionista esportiva Camila Aramuni selecionou duas receitas deliciosas, nutritivas e capazes de turbinar o treino. Segundo a nutri, o frapê de frutas vermelhas é ideal para o pré-treino e a mousse de abacate otimiza o pós-treino.

 

Frapê de frutas vermelhas (pré-treino):

4 morangos congelados

2 unidades de castanha-do-pará

1 colher de sopa de farelo de aveia

½ xícara de chá de água gelada

1 unidade de Sachets sabor frutas vermelhas ou framboesa

 

Modo de preparo:

Bata tudo no mixer ou processador.

 

Receitas para pré e pós-treino

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mousse de abacate (pós-treino):

 

½ abacate pequeno (ou ¼ do grande)

1 limão espremido

3 colheres de sopa de leite em pó (ou 30g de whey protein)

½ xícara de chá de água gelada ou gelo

 

Modo de preparo:

Bata tudo no mixer ou processador.

Coloque a mão na massa e confira os resultados!

Vale dizer que a ingestão correta e balanceada de nutrientes ao longo do dia e a prática regular de atividades físicas é capaz de proporcionar os resultados que você tanto almeja, como o ganho de massa muscular e a redução do percentual de gordura.

 

Agora coloque a mão na massa e confira os resultados!

 

Chocolates: o que você precisa saber antes da próxima mordida

Com a alta dos preços ou não, com ou sem Quaresma, com ou sem glúten e lactose, eis um fato: tanto na época da Páscoa, haja quantidade de chocolate para mais de uma semana na sua casa!

Se tem um alimento cercado de mitos, é o chocolate! Até hoje, há quem acredite que o chocolate seja afrodisíaco e o grande responsável pela oleosidade da pele e pelas temidas espinhas.

É fato que os chocolates ao leite e o branco, os mais conhecidos e requisitados, não são os mais saudáveis, assim como as versões diet deveriam ser consumidas por diabéticos e com moderação.

Por essas e outras, selecionamos sete curiosidades sobre os chocolates que você precisa saber pelo resto da vida. Confira!

Até nas versões diet, o chocolate é calórico, acredita?

Sim, o chocolate é um alimento calórico, inclusive as versões diet! Uma barra de 30g de chocolate de marcas conhecidas contém, em média, 160 calorias. Ao contrário do que pode parecer, não há grandes diferenças calóricas entre os chocolates branco e preto. Amêndoas, castanhas e nozes? Isso significa calorias a mais!

Benefícios do Chocolate

Quantidade de cacau e sua porcentagem, qual é melhor? Eis a questão.

Esse é o ingrediente que torna o chocolate realmente um… chocolate! E a quantidade mínima para que isso aconteça é de 25% de cacau! Como o cacau é dotado de propriedades antioxidantes, sua alta concentração em chocolates amargo e meio amargo podem fazer muito bem!

O Cacau, poder seu bestfriend da saúde e da beleza!

O cacau é uma fruta com propriedades oxidantes. Por isso, minimiza os efeitos dos radicais livres e beneficia muito a nossa saúde, em especial a pele, além de combater a hipertensão, melhorar a função vascular e ser anti-inflamatório. Tais benefícios são potencializados pelos chocolates amargo e meio amargo, uma vez que não contêm leite e outros aditivos nada saudáveis, como açúcar e gordura.

Falando sobre doces, gorduras, açúcar e tudo mais que compromete nossa vida, dê uma lida nesse post sobre Compulsão Por Doces: Mitos e Verdades Que Você Precisa Saber 

Benefícios do Chocolate

Chocolate branco nem deveria ser chamado de chocolate… 😮

De acordo com alguns especialistas, o chocolate branco não deveria nem ser considerado um chocolate, uma vez que é composto por gordura hidrogenada e açúcar e nada de cacau. Triste não é? Mas, não deixa de ser delicioso!

O Chocolate vicia? Infelizmente sim.

Além de pessoas que dizem isso por elas mesmas, um estudo publicado em 2016 pela Universidade de Michigan revela que o chocolate, assim como a batata frita e a pizza, são tão viciantes quanto o álcool e o cigarro!

Suas espinhas tem um culpado…ou não.

Sim, existe uma relação entre o consumo de alimentos com alto índice glicêmico e o surgimento de acnes. Esse alimento pode ser o chocolate ou não. E tem outra: o cacau em si não tem nada a ver com isso, muito pelo contrário. Coloque a culpa no açúcar, na gordura hidrogenada e no leite!

Benefícios do Chocolate

Ele realmente alivia sua TPM! #amém

Não, não é mimimi: nós mulheres realmente sentimos um desejo louco de comer chocolates (e outros doces) na TPM! Eis um fato comprovado: quando estamos naqueles dias, nosso organismo sofre com a queda de serotonina, o hormônio da alegria e do bem-estar. Haja triptofano, substância presente no chocolate, para ativar a produção de serotonina de volta. A carência de cálcio, ferro e magnésio também pode desencadear o desejo por chocolates. Por essas e outras desejamos tanto o chocolate naqueles dias – e em outros!

Sim, seu parceiro nos momentos mais difíceis tem seu lado bom e ruim, mas sempre terá um lugar reservado em nosso coração concorda?

 

E aí? Qual fato te assustou mais? Concorda ou não? É chocólatra?

Lactose e glúten: cortá-los ou não? Eis a questão

Afinal, o glúten e a lactose são necessários à nossa saúde ou não? Eles são os vilões da boa forma física?

Antes de se autodiagnosticar como celíaco ou intolerante à lactose, segue o aviso: você precisa consultar um médico e passar por avaliações e exames. São as maneiras legítimas de descobrir se você realmente precisa cortar esses itens do seu cardápio – ou não.

Existem pessoas com predisposição genética que são intolerantes ao glúten e, portanto, são celíacas. Por isso, sofrem com um processo inflamatório no intestino delgado que, ao longo do tempo, reduz sua capacidade de absorver os nutrientes, o que prejudica a qualidade de vida.

Por sua vez, a hipersensibilidade ao glúten, ou sensibilidade não-celíaca, é menos agressiva do que a doença celíaca e não costuma ser detectada por exames de sangue ou endoscopia. O grau da hipersensibilidade pode variar de pessoa para pessoa.

Mesmo sem necessidade, algumas pessoas insistem em cortar o glúten. Por quê?

Presente em vários alimentos industrializados e derivados do trigo, essa proteína é associada ao emagrecimento e ao desinchaço pelos seguintes motivos: a presença do glúten na alimentação torna o metabolismo mais devagar, uma vez que sua digestão pelo organismo é mais complexa, além de provocar inchaços abdominais. Por isso, ao cortar o glúten, algumas pessoas perdem peso e medidas.

Presente no leite, derivados e alimentos como pão de queijo e bolo, a lactose, ou “açúcar do leite”, também é pintada como vilã da boa forma. Por quê? A presença da lactase, enzima que desconstrói a lactose, diminui no organismo com o tempo. Os resultados são o inchaço, a retenção de líquido e a distensão abdominal.

Substituir o leite tradicional pelo sem lactose, além de outros ajustes na dieta que reduzem ou eliminam a lactose não é garantia de emagrecimento. O que pode acontecer é o desinchaço e alguma melhora no aspecto da celulite.

Lembre-se: leite é fonte de cálcio, mineral responsável pela saúde dos ossos. Embora existam vegetais com cálcio, sua abundância é maior no leite e em derivados como o iogurte. Portanto, consulte um médico ou nutricionista antes de fazer ajustes no cardápio ou radicalizar. Sua saúde agradece.