fbpx Skip to main content

Potencializando os benefícios dos peptídeos de colágeno!

Mesmo com a alta taxa de absorção promovido pelos peptídeos de colágeno, ainda existem fatores ambientais e biológicos para que a suplementação seja realmente eficaz. O tabagismo, alto consumo de açúcar, exposição ao sol sem a devida proteção e poluição tem interferência direta nos resultados. Entretanto, o fator determinante para o alto desempenho da suplementação é a absorção da proteína no nível celular, que somente ocorre com eficácia quando associado a vitaminas e minerais específicos para a perfeita metabolização.

 

Colágeno + Vitaminas + Minerais que fazem todo o sentido!

 

A vitamina C, comumente associadas ao fortalecimento do sistema imunológico, é capaz de colaborar para a síntese do colágeno e exponencialmente para a absorção dos peptídeos de colágeno e, consequentemente, nos resultados da suplementação. Mesmo quando observamos isoladamente os benefícios desta vitamina (manutenção do tecido conjuntivo, atuação proativa nos processos infecciosos e aumento da resistência dos ossos) e quando relacionamos aos propósitos da suplementação de “colágeno”, torna-se imprescindível sua associação – tornando ainda mais eficiente quando disponível em 100% das suas necessidades diárias.

A este mesmo princípio de associação vitamínica pode-se, ainda, creditar benefícios quando à suplementação de peptídeos de colágeno quando associado as vitaminas A (manutenção dos ossos e pele), vitamina E (prevenção dos danos oxidativos nos tecidos), vitamina D (manutenção ativa a homeostase de cálcio nos ossos, tornando-os mais fortes e saudáveis), B3 (micronutriente essencial para energia celular), B5 (ou ácido pantotênico, responsável pela saúde da pele e cabelos, tratamentos contra a acne e cicatrizações), B6 (ou piridoxina, é importante para a metabolização dos peptídeos de colágeno, além de ser responsável pela produção de epinefrina, serotonina e outros neurotransmissores), B7 (ou Biotina, corresponsável pela formação e saúde da pele, cabelos e unhas), B12 (comumente associado a manutenção do sistema nervoso e da “memória”, tem a importância oferecer saúde muscular e contribuir com a formação das células vermelhas).

Sem dúvida, nos termos da suplementação de “colágeno” em sua forma peptídica (peptídeos de colágeno) podemos considerar que, isoladamente, esta proteína vital gera inúmeros benefícios em médio/longo prazo. Mas quando associado as vitaminas A, C, E, D, B3, B5, B6, B7 e B12 os resultados são exponencialmente maiores em curto prazo, tornando-se mais eficientes em médio/longo prazo. Mas não podemos deixar de exaltar outros grandes partícipes para obtenção de resultados ainda mais expressivos: os minerais Cobre, Zinco e Manganês. Estas associações de minerais, muitas vezes ausentes, potencializam os resultados da suplementação dos peptídeos de colágeno:  o Cobre, responsável pela formação da melanina – que impede a formação de manchas na pele; pela produção da enzima lisil oxidase – responsável pela ligação cruzada de colágeno e elastina, essenciais para a formação de tecido conjuntivo forte e flexível, ao mesmo tempo que aumenta a absorção da vitamina C. O Zinco, responsável pela síntese de proteínas e divisão celular; Manganês, nutriente essencial para crescimento e densidade óssea, formação endógena do colágeno e ativação de enzimas que permitem a ativação de nutrientes chaves como as vitaminas B1, Biotina, C e E.

Pense diferente para você também. Nós fizemos isso.

 

Estudos apontam que a quantidade de vitaminas e sais minerais presentes na alimentação vem diminuindo gradativamente, principalmente frente a necessidade de produção em larga escala que não permite ao solo as condições normais de regeneração. Uma alimentação saudável e balanceada é imprescindível, mas nem sempre traz consigo a quantidade necessária das vitaminas e minerais que precisamos – e muitas vezes nos vemos frente a necessidade de suplementação.

Podemos afirmar categoricamente que este não é o melhor cenário. Seríamos muito mais felizes – e saudáveis – se pudéssemos seguir o exemplo de nossos ascendentes e consumir aquilo que é verdadeiramente orgânico, com todos seus benefícios. Mas infelizmente isso não é mais possível em nosso tempo.

E foi pensando justamente nisso que desenvolvemos Sachets – peptídeos de colágeno de alto desempenho. O colágeno Premium, singular, único em benefícios e resultados que foi, após intensa pesquisa e desenvolvimento, analisado em todos os detalhes para ser o melhor em sua categoria.

Sachets possui o melhor colágeno do mundo e, além disso, a melhor especificação técnica. Possui também as melhores vitaminas ao seu propósito – A, C, E, D, B3, B5, B6, B7 (Biotina), B12 com 100% de suas necessidades diárias (conforme recomendação da OMS) escolhidas e analisadas pontualmente, criando a mais perfeita associação para potencializar os benefícios. E, ainda, os minerais mais importantes – Zinco, Cobre e Manganês, também com 100% de suas necessidades diárias. Com isso, conseguimos ir muito além da nossa principal promessa: saúde, bem-estar, qualidade de vida e autoestima, em duas linhas que atendem aos mais variados públicos. Mas ainda assim, queríamos ir mais à frente. Adicionamos aromas e corantes 100% naturais, extraídos das mais variadas fontes: cártamo, hibisco, limão, dentre outros. Removemos os açúcares, traços de glúten e lactose através de modernos processos, desde a origem da matéria prima até seu envase. Assim, criamos a melhor experiência sensorial da categoria.

Por tudo isso, Sachets é sem dúvida, sua melhor escolha. Criado para que você não só reconheça os resultados, mas se encante também com todos os benefícios. E isso tudo nos impele a dizer, verdadeiramente, quem somos:

Sachets: o mais saboroso colágeno que você já experimentou. Com resultados que você nunca viu.

Que tal fazer isso por você? Clique aqui para comprar!

Preguiça de Malhar? Tenho uma notícia ruim para você…

Se você escolhe subir pelo elevador do que pela escada, dormir mais 15 minutinhos ou deixa a academia para o dia seguinte, esse post é ideal é para você.

05:00 o relógio desperta com o nome do alarme: “Corrida Matinal!”

Sua cama está quente, o dia ainda está escuro e seu corpo está relaxado! Mas você precisa criar uma força descomunal para levantar, trocar de roupa e começar a corrida, pois seu subconsciente sabe que você não quer levantar, mas precisa!

Se identificou? Pois sim, esse é um problema que muitas pessoas têm e esperam que essa “preguiça” seja apenas passageira, e que logo, logo passe, porém, temos uma notícia não muito boa para você. Continue lendo nosso post sobre preguiça.

Afinal, porque algumas pessoas têm tanta preguiça?

Conexões não eficientes quanto o esperado entre certas áreas do nosso cérebro pode tornar-se mais difíceis para algumas pessoas o simples ato de agir. É o que diz uma pesquisa realizada pela Oxford University.

Sendo assim, se você não foi diagnosticado com esse problema, você só precisa daquele empurrãozinho…

Porque meu corpo não se adapta a esta frequência de praticar exercício físico?

De uma verdade você precisa saber: praticar exercício físico é contra a natureza humana, é o que diz o Doutor Dráuzio Varella em seu vídeo (preguiça).

Segundo Varella, nosso cérebro foi moldado numa época de miséria, onde não havia comida. Então existia uma necessidade de permanecer parado justamente para qualquer uma das necessidades pudesse ser atendidas.

Eles gastam sua energia em 3 situações: correr atrás de acasalamento, atrás alimento e fuga dos predadores. E quando essas três necessidades estão satisfeitas, ele descansa. Por isso, nenhum animal desperdiça energia e por isso que nós temos tanta preguiça…

Ser preguiçosa me traz muitos problemas?

Toda falta de movimento traz problemas para seu corpo e é preciso ficar atenta a eles, como:

  • Seu coração bate mais rápido.

Claro que, como qualquer músculo, se seu corpo fica parado, ele tente a perder um pouco a capacidade funcional. Assim com essa perda ele terá que bater um pouco mais rápido para enviar o mesmo volume de sangue ao corpo que um coração “atleta”.

  • Sua respiração fica ofegante até em caminhadas mais curtas.

A capacidade dos pulmões dos atletas é outra em comparação aos sedentários, então, qualquer caminhada ou lance de escada já bate aquele desconforto.

  • Seus músculos podem atrofiar.

Ocorre um encurtamento da capacidade dos seus músculos, o que possivelmente podem ocorrer as atrofias.

A vontade de praticar atividade física virá espontaneamente?

A notícia ruim é essa: Infelizmente não. Se você está esperando chegar aquela vontade ENORME de malhar as 06:00, ou se você espera olhar para a pista de corrida às 22:00 e seu coração até dispara de tanta animação, sinto muito mas infelizmente ela não virá. Seu corpo vai querer ficar tranquilo, parado e só você e a sua disciplina é que poderão mudar sua qualidade de vida.

Tem cura para essa preguiça de malhar?

Você tem que bater um papo com você mesma e começar a ter um único foco: DISCIPLINA.

No começo, você vai pensar que é muito chato, mas depois que você começa seu exercício vai ficando melhor e quando termina, aí sim fica ÓTIMO. A sensação de dever cumprido, a endorfina, o bem-estar tomam conta de você e depois é só descansar o resto do dia. Feliz por ter feito seu exercício.

Vale lembrar que a atividade física garante um melhor desempenho do seu músculo, seu coração passa a ter mais competência, e sua capacidade respiratória melhora consideravelmente. Sem contar no ânimo que você fica até o fim do dia. Vai por mim, você vai amar os resultados.

Existe alguma forma de reduzir esse estado da preguiça?

Na internet você encontrará várias dicas sobre como acordar animada, com energia, mas não existe fórmula mágica, uma vez que você estará lutando com seu cérebro. É claro que essa vontade pode nos visitar quando for a uma praia ou quiser visitar os amigos em um sítio, mas no dia a dia, jamais, afirma Dráuzio Varella.

Temos algumas dicas que podem lhe ajudar nessa corrida em busca da sua qualidade de vida, mas não são mágicas, ok?

  1. Tenha foco – Só pense em ir, após um tempo, você sentirá os efeitos.
  2. Comece devagar – Não adianta querer correr uma maratona no seu primeiro dia, isso pode ser até prejudicial a sua saúde. Comece com pequenas largadas, sem desgastar muito suas articulações e com o tempo avance…
  3. Durma bem – Uma boa noite de sono fará você acordar mais disposto e melhor, confie! 😉
  4. Tenha um calendário impresso – Sempre que finalizar sua atividade física marque um “X” no dia do calendário e coloque na sua visão. É bom ver o nosso resultado, viu?
  5. Alimente-se bem – Comer uma feijoada com lasanha antes de dormir ou de malhar não dá certo. Escolha alimentos leves, ok?

Bom, a notícia ruim você já sabe, agora que tal colocar essas dicas em prática e fazer o seu dia ser melhor? Depois conta pra gente os resultados aqui nos comentários!

 

#verdadesqueprecisamossaber

 

De repente, 60! Roberta Zampetti reinventa a velhice por meio de projeto multiplataforma

Quando a jornalista, relações-públicas e apresentadora de TV, Roberta Zampetti se viu às vésperas do seu 60º aniversário, quase entrou em parafuso. Nada mais natural. Afinal, para o senso-comum, a terceira idade ainda representa o fim da linha, certo? Não para Roberta.

Decidida, a comunicóloga – um dos rostos mais conhecidos da TV mineira, diga-se de passagem – resolveu mostrar para o mundo que há muita coisa boa a ser vivida depois dos 60, sim.

Desde 2015, ela une seus conhecimentos e experiências de vida e jornalísticas para impulsionar o projeto Sou 60. Transbordante, a iniciativa se faz presente por meio de blog, programa de TV (transmitido pela Rede Minas e disponível pelo YouTube), ciclo de palestras e produtos associados.

O feito mais recente do projeto foi o lançamento do livro Sou 60, que movimentou o auditório da Cemig, em Belo Horizonte, no mês de novembro. Fruto de diversas entrevistas com idosos e especialistas, além de pesquisas e viagens, a obra original era de uma proporção enciclopédica e passou por uma redução. Em tom coloquial, Roberta Zampetti, além de depoimentos de terceiros, narra passagens de sua própria vida.

Com 62 anos bem-vividos, Roberta Zampetti já construiu muito, tanto na vida pessoal como na profissional, mas não se dá por satisfeita. Inquieta, agora ela quer deixar outro legado para o mundo: reinventar a velhice, além de desfazer crenças limitantes sobre essa fase da vida e escancarar algumas verdades. Confira! 

Expectativa de (qualidade de) vida

“Estamos vivendo mais: da década de 40 para cá ganhamos mais de 30 anos de vida. A questão é: que qualidade estamos tendo nesses anos a mais? Decidi mergulhar nesse universo e estou me sentindo muito bem. Arrisco dizer que estou bem melhor agora. Há muita vida após os 60”.

Preocupação com o futuro  

“Estamos envelhecendo rapidamente e vejo que não há uma consciência disso. Em 2025 seremos um dos países mais velhos do mundo e isso vai impactar a sociedade. Não vejo as cidades se adaptando aos mais vividos. Um exemplo são as calçadas malcuidadas. Paradoxalmente, elas são da responsabilidade do dono do imóvel, enquanto o poder público é responsável pelas vias onde passam os veículos. Ora, somos todos pedestres”.

Jornalista Roberta Zampetti. – Foto Leo Lara/Árvore de Comunicação

Respeito e atitude
“A questão do culto à juventude é uma construção social que pode e deve ser transformada. E precisa. Em três décadas, no Brasil, haverá mais pessoas com mais de 60 anos do que com menos de 16. E o velho tem muita responsabilidade nisso. Quando não aceitar mais a desvalorização, a exploração (muito comum), a infantilização e o descaso, as coisas vão mudar. Vai demorar, mas acredito na mudança”. Afirma Roberta Zampetti

Legado
“Quero fazer a minha parte de forma responsável. Tenho entrevistado muita gente e ido a muitos lugares. Me interessa saber como vive o idoso, o que pensa e o que quer. Como anda sua autonomia e empoderamento – termo que anda desgastado, mas que define bem que o velho precisa se autovalorizar e se sentir valorizado. Até o último minuto, podemos ser útil ao mundo. Quero deixar um legado, ser lembrada como uma pessoa que pelo menos tentou melhorar alguma coisa”.

Ilha da longevidade

“Fui à Sardenha, ilha italiana, saber por que há tantos centenários lá e por quê homens e mulheres têm a mesma expectativa de vida. Eles são valorizados pela comunidade e pela família. As festas tradicionais não perderam espaço e a alimentação é orgânica. Comem muito queijo de cabra e bebem vinhos fabricados na região, sem aditivos. Doces e carnes vermelhas? Só em dias de festas. Eles estão felizes onde estão, sabem que não irão conhecer o Brasil, por exemplo, e valorizam a vida que têm”.

Tempo de realizar

“Fui conversar com velhos analfabetos, a maioria mulheres, que estão na escola aprendendo a ler e a escrever. As histórias são semelhantes: vivendo no interior, as mulheres eram impedidas de frequentar a escola porque não podiam aprender a escrever cartas de amor. Aprendi com elas que nunca é tarde para realizar um sonho. E reforça meu mantra: envelhecer é aprender”.

Ficou interessada no projeto Sou 60  de Roberta Zampetti e quer comprar o livro? Clique aqui.

Luisa Dequech: Transição profissional, existe hora certa?

O Retorno de Saturno, divisor de águas alardeado pela astrologia, ficou para trás. O acúmulo de experiências e autoconhecimento aos 33 anos é também um momento propício para deixar o que não faz mais sentido e abraçar novos projetos.

Publicitária com especializações em marketing e em gestão empresarial, Luisa Dequech trabalhava nas áreas de marketing, criação e comercial. Insatisfeita e desmotivada com o trabalho rotineiro e administrativo, pediu demissão. Decidiu ir atrás do que realmente a interessa e faz seus olhos brilharem.

Desde pequena, Luisa adora desenhar. O hobby, que ficou esquecido em meio às demandas da vida adulta e profissional, foi resgatado no final de 2016, após um breve curso de desenho na Escola Guignard. Com o material que sobrou, continuou desenhando.

Em 2017, foi a vez de uma outra transição. Luisa Dequech decidiu transpor a aquarela que fazia no papel para outro suporte: a tela, que nunca havia utilizado. Para isso, fez um curso livre com foco em tela e em acrílico de 72 horas na Maison.

Um ano após a transição profissional, a artista plástica possui o seu próprio Atelier e comercializa suas pinturas, buscando unir o útil ao agradável, a espontaneidade com os trabalhos por encomenda e batalhando para fazer o que realmente ama: artes plásticas. “Espero viver disso, afinal, é o que me faz feliz”, diz Luisa Dequech.

Agenda cheia

“Além da pintura, leio muito e tento visitar exposições em Belo Horizonte, onde moro, e em outras cidades. Tornei a pintura meu foco e minha profissão. Tenho me dedicado bastante e espero poder viver disso, já que é o que me faz feliz. Também pratico musculação, spinning, tênis e corrida. Me alimento bem e bebo apenas socialmente. Às vezes, me permito comer balas e chocolates. Só às vezes”  

Ídolos

“Andre Lothe, Portinari, Modigliani, Cezanne, Matisse, George Grimm, Paul Gauguin, Antonio Parreiras, Van Gogh, Vik Muniz, Inimá de Paula, Lasar Segall, Di Cavalcanti, Ticiano e Dali estão entre os artistas plásticos que mais admiro. Sempre busco saber mais sobre eles”.

transicao-profissional-luisa-dequech
Traços desprendidos da artista Luisa Dequech, compõem seu estilo.

 

Liberdade pra criar

“Faço meu trabalho de forma livre e espontânea, de acordo com o que sai da cabeça naquele exato momento. Às vezes estou no processo de alguma tela e surge uma ideia durante o banho ou almoço, quando visualizo alguma coisa que vai combinar. Acredito que meu estilo se parece com alguns artistas pelo colorido, mas não faço pesquisas em cima de pinturas de terceiros. Gosto mesmo é de trabalhar a criatividade. Como nunca fiz um curso que ensina técnica, meu estilo e minha arte são bem direcionados para cores, liberdade e formas, sem muita preocupação com perfeição em nível de perspectiva, profundidade e proporção”.

Concretização de um sonho

“Acho que vale sempre a pena investir em sonhos, principalmente os ligados ao seu dia a dia e que vão proporcionar mais qualidade de vida. Faz um ano que comecei a desenhar e há oito meses faço pintura em telas. Já produzi bastante material e entreguei uma quantidade relativamente alta para esse período. Vou continuar lutando por isso e vejo que tenho colhido o que tenho plantado com a minha dedicação. Posso dizer que estou crescendo e sempre aprendendo. Não quero parar”.

Planos

“O conhecimento adquirido nas especializações que fiz em marketing e em gestão de negócios me ajuda a impulsionar e a organizar o negócio e a aprimorá-lo cada vez mais! De agora em diante, pretendo buscar mais exposições, parcerias e uma nova sala para trabalhar. E isso é só o começo”.

Como Melhorar a Autoestima – A Influência da Estética Para Sua Saúde

Quem cuida do próprio corpo se sente melhor, mais bem-disposto e preparado para aproveitar os melhores momentos da vida com saúde e bem-estar. Entretanto, o cuidado com o corpo vai muito além de praticar atividades físicas e se alimentar bem.

A busca por um padrão de beleza é uma corrida contra o tempo: a cada minuto é uma informação nova, um produto novo, uma nova tendência e um novo estilo. Fica evidente que as pessoas associam à questão do bem-estar, da automotivação e, principalmente da autoestima como uma condição que pode ser adquirida, sentida e vivenciada.

Diante da prática de exercícios físicos e de uma alimentação saudável, nosso organismo reage promovendo mais disposição e energia para a execução de tarefas, além de aumentar a autoestima e prevenir o aparecimento de doenças. Contudo, é preciso ainda combater os efeitos do envelhecimento precoce da pele, bem como manter as unhas e cabelos bonitos e saudáveis, visto que estes constituem o nosso cartão de visitas!

Uma das principais causas do envelhecimento da pele é a perda de colágeno pelo organismo, ao lado da exposição inadequada ao sol e do consumo excessivo de álcool e tabaco. Além de tornar a pele mais firme e elástica, essa proteína participa ativamente da construção e constituição dos ossos, músculos, cartilagens, cabelos e unhas. Sem esquecer, é claro, que ajuda a evitar as temidas rugas, por isso os benefícios do colágeno para a saúde e beleza são tão conhecidos.

Aproximadamente um terço da proteína do nosso corpo é constituído de colágeno, o que explica o quanto esta proteína é importante. Afinal, o colágeno possui função estrutural, o que torna a pele mais resistente e elástica, prevenindo ou retardando seu envelhecimento precoce e o aparecimento da celulite, assim como da flacidez advinda do processo de envelhecimento celular.

O colágeno é reposto em nosso organismo por meio de uma alimentação equilibrada. Os alimentos de origem animal, tais como as carnes, principalmente as vermelhas, são excelentes fontes de proteínas e colágeno. Somente a alimentação, contudo, não é capaz de fornecer a quantidade ideal dessa proteína que nosso organismo necessita a partir dos 30 anos em diante, sendo necessário adotar a suplementação.

Quem cuida do corpo, cuida de tudo, portanto, o combo alimentação adequada + prática de exercícios físicos é fundamental para que você obtenha excelentes resultados. E, com tantos resultados, não há autoestima que não aumente!

Nosso organismo reage diante da forma como tratamos nosso corpo, o que influencia diretamente ente em nossa saúde física e emocional. Podemos inferir que a felicidade, de maneira geral, está relacionada ao significado que se atribui à própria vida, pois conseguir ser você mesmo e respeitar as próprias vontades e limites é a chave para se relacionar de uma forma positiva com o resto do mundo e para sentir-se de bem com a vida.

Todavia é importante ressaltar que estes procedimentos colaboram e auxiliam neste prazer e neste sentimento de vaidade e autoestima, mas que não devem ser as únicas fontes de busca pela felicidade, pois é preciso considerar outros valores, como o amor-próprio, o equilíbrio emocional, sonhos e realizações que não estão necessariamente ligados à questão da estética.