fbpx Skip to main content

Artrose: O que é, Sintomas, Tratamento, Como aliviar e Muito Mais

Artrose e Artrite Reumatoide: saiba o que é, como evitá-la e diminuir seus efeitos!

Seu aniversário de 20 anos chegou. Energias a mil, corpo sedento por novas experiências e você a espera de um futuro incerto. Atividades esportivas e outros hábitos sobrecarregam as articulações e desafiam o corpo. O cansaço físico bate, mas uma noite de sono te deixa novinho em folha.

O tempo passa… você agora tem 40. A energia está mais branda e seu corpo começa a sentir os efeitos do tempo. Uma dorzinha aqui, um inchaço acolá, mas nada que um remédio para dor muscular não resolva.

Os 60 batem na porta e aquela dorzinha passa a ser mais constante, chata e irritante. Você então descobre que está com Artrose. Mas, afinal, o que é isso? Poderia ter sido evitado? Essa dor dura pra sempre? Fica com a gente que vamos te contar tudo aqui!

artrose tem cura
Uma dorzinha aqui, um inchaço acolá, mas nada que um remédio para dor muscular não resolva. Será?

O que é Artrose?

Imagine um tênis que acabou de comprar. Com o tempo de uso, a sola começa a se desgastar, diminuindo de tamanho, e o seu pé, antes protegido do impacto, consequentemente começa a ter atrito direto com o chão. Assim como a borracha que protege seu pé e te dá conforto na hora do impacto, é a cartilagem. Ela é um tecido que cobre todas as extremidades dos ossos e auxilia no movimento das articulações, impedindo o impacto, evitando vibrações ou choques entre os ossos quando nos movemos – seja para levantar da cama, caminhar, correr, dançar ou até mesmo ficar em pé.

E da mesma forma é a sola do seu tênis, pois quando a cartilagem está desgastada ou desaparece por completo, começa o atrito direto entre os ossos. É o que chamamos de Artrose. Um desgaste normal das articulações e cartilagens, que causa dores, rigidez e inchaços.

Segundo o site ortopediabr, existem mais de 100 tipos diferentes de artrite, com diferentes causas e métodos de tratamento. Os mais comuns são a osteoartrite (OA), popularmente conhecida como artrose, e a artrite reumatoide (AR).

 

Quais são as causas da Artrose?

Basicamente os principais fatores de risco que podem aumentar as chances de se desenvolver a Artrose são:

  • Excesso de peso
  • Elevado impacto articular
  • Sexo Feminino
  • Hereditariedade
  • Acidentes e lesões

Principais Sintomas da Artrose

  • Dores nas articulações, mãos, joelhos, pescoço, quadril, parte inferior das costas
  • Sensibilidade, inchaço, rigidez nas articulações
  • Inchaço e rigidez entre os dedos
  • Aumento da dor durante o frio
artrose
Pense no seu futuro!

Artrose tem cura?

Infelizmente não mas, existem tratamentos e outros meios que podem amenizar os sintomas e reduzir as dores que ela causa. Explicamos mais abaixo sobre isso, continue a leitura.

 

Qual é o tratamento para artrose?

  • Medicamentos: indicados pelo médico, alguns medicamentos podem aliviar as dores musculares momentaneamente, ou além disso, trazer outros benefícios que possam aliviar as tensões ocasionadas pela doença.
  • Fisioterapia: esta área possui várias modalidades que podem auxiliar no tratamento da Artrose. Cinesioterapia, Eletroterapia e Terapia Manual são algumas delas. Consulte um Fisioterapeuta para saber mais e receber a indicação.
  • Cirurgia: em casos mais graves da Artrose, ela é indicada, pois ajuda a reduzir a dor e a manter o movimento articular.

Como você diminuir as dores da Artrose?

  • Gelo: coloque bolsa de gelo nos locais afetados, consequentemente isso ajuda a aliviar a dor e a reduzir a inflamação.
  • Suplementação: suplementos a base de colágeno podem ajudar na regeneração celular das articulações e cartilagens, aliviando a dor ou ajudando a prevenir o desenvolvimento da doença. Se quiser saber sobre o colágeno e seus benefícios confira esse post.
  • Pratique exercícios físicos, mesmo que pareçam difíceis. 20 a 30 minutos, 5 dias por semana melhora sua condição cardiovascular, e como resultado reduz as dores e proporciona mais qualidade de vida.

 

artrose
Saiba como amenizar o efeitos, caso já tenha Artrose!

Tipos de modalidades que podem diminuir a dor ocasionadas pela Artrose

  • Hidroterapia
  • Exercício de Alongamento
  • Fisioterapia
  • Acupuntura
  • Caminhadas

Você sabia?

  • Artrose e artrite reumatoide podem se desenvolver em crianças, adolescentes e adultos mais jovens.
  • A artrose e a artrite reumatoide são mais comuns em mulheres do que em homens.
  • Essas doenças afetam mais aqueles que estão acima do peso.
  • Essa doença pode vir associada ao histórico familiar
  • O site Saude.Abril, ensina técnicas de exercícios e tratamentos para Artrose nos dedos, confira clicando aqui.

 

Quer saber mais sobre a Artrose? Acima de tudo, não deixe de conversar com seu médico, uma vez que e é a pessoa mais indicada para avaliar a saúde dos seus ossos, articulações e cartilagens e ajudá-la a se prevenir.

Sente dor nas articulações e quer saber mais sobre isso? Dê uma olhada aqui.

 

Microfisioterapia: o que você precisa saber sobre essa terapia

De uma forma ou de outra, o nosso corpo registra os eventos traumáticos de nossa vida, desde a nossa gestação até o momento presente e a Microfisioterapia veio para ajudar.

Infelizmente ou não, alguns eventos da nossa vida deixam marcas e não apenas em nosso consciente e inconsciente. De uma forma ou de outra, o nosso corpo registra os eventos traumáticos de nossa vida, desde a nossa gestação até o momento presente. Quando estes traumas são tratados, nos deixam mais leves para seguirmos em frente com a nossa vida, mas e quando não são?  Sem querer esse abalo emocional pode evoluir e se transformar em algo mais grave. Para isso, surge uma terapia que acalenta nosso corpo: é a microfisioterapia.

 

O que é a microfisioterapia?

A microfisioterapia é uma técnica de terapia manual, dentro da fisioterapia, em que por meio de toques sutis no corpo do paciente os profissionais identificam registros de eventos traumáticos e vão estimulando o corpo a reorganizar. A microfisioterapia é embasada na física quântica, na embriologia e na filogênese.

microfisioterapia

Quando surgiu?

A microfisioterapia foi desenvolvida nos anos 1980 pelos franceses Patrice Benini e Daniel Grosjean. Chegou ao Brasil em 2005 e a Belo Horizonte cinco anos depois. Quem introduziu a técnica na capital mineira foi a fisioterapeuta Caroline Nery, referência na área. “A microfisioterapia é um tratamento complementar”, defende Caroline, ressaltando que a técnica tem sido cada vez mais procurada. “Hoje em dia a multidisciplinaridade na busca da melhora do paciente é o mais importante”.

 

Quantas sessões são necessárias?

Claro que varia de pessoa para pessoa, mas em média, cada paciente realiza três sessões, com intervalo de dois meses entre elas. “É claro que se o paciente vem com uma demanda e após uma sessão ele fica bem, outras não serão necessárias”, explica a fisioterapeuta.

Desorganizando para reorganizar: como funciona a microfisioterapia

Após a sessão o corpo entra no processo de autorregulação e, às vezes, se desorganiza para reorganizar. Nos dois primeiros dias após a sessão é comum as pessoas se sentirem mais cansadas, sonolentas ou terem outras reações. Isso faz parte do processo e não é um adoecimento, e sim o corpo se reorganizando. Sinal de cura.

 

Mapa do corpo: como a microfisioterapia trabalha.

Os franceses criadores da técnica, Patrice Benini e Daniel Grosjean, desenvolveram alguns mapas e, por meio deles, os profissionais especializados em microfisioterapia se orientam, buscando memórias de eventos traumáticos no corpo e, assim, estimulando-o a autorregular.

microfisioterapia

Conheça as patologias que podem ser curadas através da microfisioterapia

Os benefícios são vários e variam de acordo com cada paciente. Vale salientar que as memórias de eventos traumáticos de cada paciente podem vir desde a gestação, sendo algo difícil vivido pela mãe na gravidez até os dias atuais como um problema de família. Geralmente, pessoas que sofrem com patologias de fundo emocional são mais beneficiadas pela microfisioterapia. “Atendo pessoas que sofrem com enxaqueca, fibromialgia, doenças psicossomáticas, alergias, alterações no sono, ansiedade e dores físicas que se manifestam sem causa aparente”, diz a fisioterapeuta Caroline Nery. “Quando se trabalha uma emoção que está no corpo antes da doença se instalar é possível evitar o adoecimento”.

microfisioterapia

Onde encontrar?

Caso esteja em Belo Horizonte, você consegue agendar uma consulta com a fisioterapeuta Caroline Nery através de seu site clicando aqui. Em outra cidade, procure nas redes sociais, Google, ou em clínicas de fisioterapia onde encontrar profissionais que entender de verdade sobre essa terapia, ok?

 

E aí? O que achou dessa terapia? Teria coragem de experimentar e resolver esses problemas que te afligem? Responda nos comentários e conte pra gente!

Coaching Pessoal: 5 áreas da sua vida que podem ser mudadas

Provavelmente você já ouviu falar em mentoring, autoajuda e aconselhamento profissional. O que talvez você ainda não saiba é que esses procedimentos não têm a ver diretamente com o coaching, em especial com o coaching pessoal, o tema principal deste post.

O coaching, antes de tudo, é um processo de autoconhecimento guiado pelo coach. Este profissional é quem orienta o coachee a traçar suas metas e a identificar meios para alcançá-las. Para que isso aconteça, o coach utiliza diversos conhecimentos, incluindo Psicologia.

coaching pessoal

 

Diferentemente da Psicanálise tradicional, o coaching não está focado no passado da pessoa, e sim em seu presente e futuro. Com início, meio e fim, o processo de coaching normalmente termina quando o coachee atinge seus objetivos, ao passo que as sessões de terapia podem durar anos, sem prazo definido para acabar.

O coach não diz ao coachee qual trajetória ele deve seguir. O papel do coach é ajudar o coachee a encontrar a melhor trajetória, assim como os recursos que ele dispõe para isso, bem como provocar insights.

Profissionais em busca de potencializarem sua performance, assim como casos de transição de carreira, são exemplos bem conhecidos de pessoas que passaram pelo coaching. Prova disso é o sucesso que Paula Abreu, Ana Paula Ramos e Juliana Garcia, referências em coaching pessoal, fazem na web.

Longe dos cases mais conhecidos, este post é sobre como o coaching pode transformar determinadas áreas da sua vida em 2018, online ou presencialmente. É isso mesmo. Para isso, você precisa modificar sua forma de pensar, desconstruir crenças limitantes e, assim, agir de maneira condizente com seus objetivos. Conheça cinco áreas da sua vida que podem ser contempladas pelo coaching pessoal.

coaching pessoal

Vida financeira.

Quem não deseja ser reconhecida em sua área de trabalho, respeitada, admirada e ainda gerar riqueza? Existem profissionais como a master coach Silvia Sarah Sishanti que são especializados em tornar a vida de seus coachees mais próspera. Como valorizar seus serviços, cobrar pelos mesmos e atrair mais clientes são alguns pontos contemplados pela modalidade.

coaching pessoal

Relacionamentos.

Sim, coaching de relacionamentos amorosos. É voltado para pessoas que desejam conquistar aquela pessoa especial, redesenhar os rumos de suas vidas amorosas e até mesmo manter e ser feliz nos relacionamentos. O coach Caio Cesa, fundador do método do respeito, ajuda muitas mulheres a buscarem a felicidade e a serem felizes no amor ❤

coaching pessoal

Saúde e alimentação.

De dentro pra fora. É assim que funcionam os processos de transformação. Ou pelo menos deveriam. Assim como nas demais áreas, há profissionais de saúde como a nutricionista Camila Vieira que atuam como coach, ou melhor, nutricoach. Afinal, para conquistar uma vida saudável, é preciso pensar e, consequentemente, agir como uma pessoa saudável.

coaching pessoal

Esportes e atividades físicas.

Nos Estados Unidos, o termo coach é tradicionalmente associado ao técnico ou treinador esportivo. Fazendo jus ao nome, há atletas de peso como o triatleta Thiago Vinhal que ensinam outras pessoas a alcançarem uma performance esportiva digna de atleta profissional.

coaching pessoal

Ioga e meditação.

Corpo são, mente sã. O bônus é a paz de espírito. O coaching, por si só, envolve a transformação de padrões mentais. Quando é unido à ioga, que conecta corpo e mente, os resultados são melhores ainda. Carol Rache e Juliana Minardi trabalham com o coaching pessoal e, paralelamente, são coaches de ioga e meditação, respectivamente, contribuindo para que seus coachees obtenham qualidade de vida de forma integral.

Quer saber mais sobre o coaching pessoal e como ele pode ajudar sua vida? Clique aqui.

 

Luisa Dequech: Transição profissional, existe hora certa?

O Retorno de Saturno, divisor de águas alardeado pela astrologia, ficou para trás. O acúmulo de experiências e autoconhecimento aos 33 anos é também um momento propício para deixar o que não faz mais sentido e abraçar novos projetos.

Publicitária com especializações em marketing e em gestão empresarial, Luisa Dequech trabalhava nas áreas de marketing, criação e comercial. Insatisfeita e desmotivada com o trabalho rotineiro e administrativo, pediu demissão. Decidiu ir atrás do que realmente a interessa e faz seus olhos brilharem.

Desde pequena, Luisa adora desenhar. O hobby, que ficou esquecido em meio às demandas da vida adulta e profissional, foi resgatado no final de 2016, após um breve curso de desenho na Escola Guignard. Com o material que sobrou, continuou desenhando.

Em 2017, foi a vez de uma outra transição. Luisa Dequech decidiu transpor a aquarela que fazia no papel para outro suporte: a tela, que nunca havia utilizado. Para isso, fez um curso livre com foco em tela e em acrílico de 72 horas na Maison.

Um ano após a transição profissional, a artista plástica possui o seu próprio Atelier e comercializa suas pinturas, buscando unir o útil ao agradável, a espontaneidade com os trabalhos por encomenda e batalhando para fazer o que realmente ama: artes plásticas. “Espero viver disso, afinal, é o que me faz feliz”, diz Luisa Dequech.

Agenda cheia

“Além da pintura, leio muito e tento visitar exposições em Belo Horizonte, onde moro, e em outras cidades. Tornei a pintura meu foco e minha profissão. Tenho me dedicado bastante e espero poder viver disso, já que é o que me faz feliz. Também pratico musculação, spinning, tênis e corrida. Me alimento bem e bebo apenas socialmente. Às vezes, me permito comer balas e chocolates. Só às vezes”  

Ídolos

“Andre Lothe, Portinari, Modigliani, Cezanne, Matisse, George Grimm, Paul Gauguin, Antonio Parreiras, Van Gogh, Vik Muniz, Inimá de Paula, Lasar Segall, Di Cavalcanti, Ticiano e Dali estão entre os artistas plásticos que mais admiro. Sempre busco saber mais sobre eles”.

transicao-profissional-luisa-dequech
Traços desprendidos da artista Luisa Dequech, compõem seu estilo.

 

Liberdade pra criar

“Faço meu trabalho de forma livre e espontânea, de acordo com o que sai da cabeça naquele exato momento. Às vezes estou no processo de alguma tela e surge uma ideia durante o banho ou almoço, quando visualizo alguma coisa que vai combinar. Acredito que meu estilo se parece com alguns artistas pelo colorido, mas não faço pesquisas em cima de pinturas de terceiros. Gosto mesmo é de trabalhar a criatividade. Como nunca fiz um curso que ensina técnica, meu estilo e minha arte são bem direcionados para cores, liberdade e formas, sem muita preocupação com perfeição em nível de perspectiva, profundidade e proporção”.

Concretização de um sonho

“Acho que vale sempre a pena investir em sonhos, principalmente os ligados ao seu dia a dia e que vão proporcionar mais qualidade de vida. Faz um ano que comecei a desenhar e há oito meses faço pintura em telas. Já produzi bastante material e entreguei uma quantidade relativamente alta para esse período. Vou continuar lutando por isso e vejo que tenho colhido o que tenho plantado com a minha dedicação. Posso dizer que estou crescendo e sempre aprendendo. Não quero parar”.

Planos

“O conhecimento adquirido nas especializações que fiz em marketing e em gestão de negócios me ajuda a impulsionar e a organizar o negócio e a aprimorá-lo cada vez mais! De agora em diante, pretendo buscar mais exposições, parcerias e uma nova sala para trabalhar. E isso é só o começo”.

7 práticas infalíveis que combatem praticamente todas as dores do nosso corpo! A 6ª vai te impressionar.

Dores. Quem nunca sofreu com elas? A parte do corpo atingida pela dor pode variar, assim como as causas. Passar muitas horas sentado, praticar atividade física de alto impacto após um longo período de sedentarismo, dormir de bruços, executar movimentos bruscos e assistir televisão deitado são algumas práticas que podem provocar desconfortos.

Saiba como combater as dores nas costas
Saiba como combater as dores nas costas

A boa notícia: é possível amenizar as dores, sejam ela musculares, no pescoço ou a temida dor nas costas. Quanto antes, melhor. Assim, é possível evitar que elas se agravem. Listamos sete soluções que são capazes de aliviar as dores e prevenir doenças relacionadas.

  • Acupuntura

    A terapia oriental de origem chinesa consiste na aplicação de agulhas em determinados pontos espalhados pelo corpo. Essa técnica ajuda a combater enxaqueca, cólica, fibromialgia e stress, dentre outros males.

  • Musicoterapia

    Você com certeza já ouviu falar que uma boa música ajuda a você a relaxar, fato comprovado cientificamente. A técnica pode ajudar as pessoas a se comunicarem e se relacionarem melhor, além de aliviar sintomas causados por doenças.

  • Aromaterapia

    É um ramo da fitoterapia que utiliza óleos de plantas para o tratamento de desequilíbrios emocionais. Ela se baseia no efeito psicológico que os aromas produzem nas pessoas. A técnica auxilia no controle do estresse e no tratamento de dores e desequilíbrios emocionais.

  • Pilates

    Pode ser praticado por pessoas de diversas faixas etárias. Além de fortalecer os músculos e auxiliar na correção da postura, o pilates é recomendado para quem sofre de problemas na coluna como escoliose, hérnias, cifose e lombalgia.

  • Yoga


    Além de trabalhar o equilíbrio, a resistência, a coordenação e a melhora da postura corporal, a prática de yoga, quando bem executada, pode ser uma aliada para reduzir lesões degenerativas e dores.  

  • Suplementos

    O consumo de proteínas é indispensável, a exemplo do colágeno. De origem animal, pode ser encontrado em alimentos como carnes e obtido por meio da suplementação. Para promover efeitos, o produto à base de colágeno precisa conter no mínimo 8g por porção. Quando consumido regularmente, o colágeno é capaz de atenuar os efeitos do estresse mecânico, proteger articulações, tendões e ligamentos e promover a regeneração muscular.

    Como aliviar as dores do corpo
  • Massagens

    O tipo de massagem pode variar de acordo com a sua necessidade. Voltada para atletas e praticantes de atividades físicas, a massagem desportiva pode ser feita antes ou após o treino. A relaxante promove o equilíbrio mental e corporal, além de aliviar o stress e a tensão muscular, aliviando consideravelmente as dores musculares. Por meio do estímulo de pontos vitais do corpo, o shiatsu ajuda a reequilibrar as energias.Todas essas práticas auxiliam você a reduzir as dores incômodas que sente em várias regiões do corpo, sejam elas no pescoço, costas, ombros, etc. Se as dores persistirem ou aumentarem, consulte um médico, ok?Compartilhe esse artigo e ajude outras pessoas!

5 dicas incríveis para uma gestão de tempo mais eficiente e produtiva!

Todos nós dispomos de 24 horas por dia. No entanto, há pessoas muito produtivas que conseguem realizar a gestão do tempo e outras não. Por quê? Será que o problema é o excesso de tarefas e demandas? Ou falta de priorização e foco? Será que o uso excessivo excesso de tablets, smartphones e redes sociais está te desviando do que é realmente importante? Qual é a solução?

A administração do tempo é a dinâmica de identificar as urgências do dia a dia e encontrar maneiras de resolvê-las com eficiência e de maneira ordenada. No trabalho, a administração do tempo pode te libertar das distrações e melhorar o seu rendimento.

Realizar as atividades profissionais dentro do horário de trabalho traz mais tranquilidade, paz e bem-estar, além de melhorar a autoestima. É a deliciosa sensação de dever cumprido. Ao eliminar o caos e a confusão da sua vida, você consegue administrar bem as pressões e viver um dia de cada vez. Confira as principais dicas da gestão de tempo eficiente:
gestao-de-tempo-mais-produtiva

  1. Lista de tarefas

    Essa é a dica principal. Logo no início do dia defina quais são as suas principais demandas e faça uma lista separando as mais e as menos urgentes.

  2. Prioridades

    Ao selecionar suas prioridades, você consegue cumprir os prazos e não sobrecarrega outras pessoas.

  3. Foco

    Mantenha a concentração durante o dia. Separe alguns minutos para usar o seu smartphone e redes sociais. Assim, poderá se concentrar a maior parte do tempo no que realmente interessa. O foco é o ponto principal da gestão do tempo.

  4. Praticidade.

    Por que ocupar suas armários, gavetas e bolsas com itens grandes, pesados e desnecessários? Procure adquirir itens menores e multifuncionais.  Ao otimizar o espaço, você se organiza e, consequentemente, otimiza o seu tempo.

  5. Prática de atividades físicas + ingestão de água + alimentação balanceada.

    gestao-de-tempo-mais-produtiva

Esse combo melhora o humor, o sono, a concentração, a saúde e previne diversos problemas, além de proporcionar benefícios a curto, médio e longo prazo. Afinal, jovens que praticam exercícios físicos tendem a viver melhor na terceira idade.

Como Melhorar a Autoestima – A Influência da Estética Para Sua Saúde

Quem cuida do próprio corpo se sente melhor, mais bem-disposto e preparado para aproveitar os melhores momentos da vida com saúde e bem-estar. Entretanto, o cuidado com o corpo vai muito além de praticar atividades físicas e se alimentar bem.

A busca por um padrão de beleza é uma corrida contra o tempo: a cada minuto é uma informação nova, um produto novo, uma nova tendência e um novo estilo. Fica evidente que as pessoas associam à questão do bem-estar, da automotivação e, principalmente da autoestima como uma condição que pode ser adquirida, sentida e vivenciada.

Diante da prática de exercícios físicos e de uma alimentação saudável, nosso organismo reage promovendo mais disposição e energia para a execução de tarefas, além de aumentar a autoestima e prevenir o aparecimento de doenças. Contudo, é preciso ainda combater os efeitos do envelhecimento precoce da pele, bem como manter as unhas e cabelos bonitos e saudáveis, visto que estes constituem o nosso cartão de visitas!

Uma das principais causas do envelhecimento da pele é a perda de colágeno pelo organismo, ao lado da exposição inadequada ao sol e do consumo excessivo de álcool e tabaco. Além de tornar a pele mais firme e elástica, essa proteína participa ativamente da construção e constituição dos ossos, músculos, cartilagens, cabelos e unhas. Sem esquecer, é claro, que ajuda a evitar as temidas rugas, por isso os benefícios do colágeno para a saúde e beleza são tão conhecidos.

Aproximadamente um terço da proteína do nosso corpo é constituído de colágeno, o que explica o quanto esta proteína é importante. Afinal, o colágeno possui função estrutural, o que torna a pele mais resistente e elástica, prevenindo ou retardando seu envelhecimento precoce e o aparecimento da celulite, assim como da flacidez advinda do processo de envelhecimento celular.

O colágeno é reposto em nosso organismo por meio de uma alimentação equilibrada. Os alimentos de origem animal, tais como as carnes, principalmente as vermelhas, são excelentes fontes de proteínas e colágeno. Somente a alimentação, contudo, não é capaz de fornecer a quantidade ideal dessa proteína que nosso organismo necessita a partir dos 30 anos em diante, sendo necessário adotar a suplementação.

Quem cuida do corpo, cuida de tudo, portanto, o combo alimentação adequada + prática de exercícios físicos é fundamental para que você obtenha excelentes resultados. E, com tantos resultados, não há autoestima que não aumente!

Nosso organismo reage diante da forma como tratamos nosso corpo, o que influencia diretamente ente em nossa saúde física e emocional. Podemos inferir que a felicidade, de maneira geral, está relacionada ao significado que se atribui à própria vida, pois conseguir ser você mesmo e respeitar as próprias vontades e limites é a chave para se relacionar de uma forma positiva com o resto do mundo e para sentir-se de bem com a vida.

Todavia é importante ressaltar que estes procedimentos colaboram e auxiliam neste prazer e neste sentimento de vaidade e autoestima, mas que não devem ser as únicas fontes de busca pela felicidade, pois é preciso considerar outros valores, como o amor-próprio, o equilíbrio emocional, sonhos e realizações que não estão necessariamente ligados à questão da estética.